sexta-feira, outubro 30, 2015

APRENDIZADOS

Eu já fui uma pessoa super descontrolada.
Do tipo doida mesmo.
Gastava uma fortuna em perfumes, roupas, sapatos(minha perdição), maquiagens e outras tranqueiras mais.
Aí depois que ficava dura, sentava e chorava.
Ridícula.
Mas a vida vai ensinando e eu sou boa aluna. Aprendi a valorizar mais os livros e um bom vinho. Mas não me tornei cafona.
Agora prefiro viajar e comprar badulaques nas minhas viagens. Normalmente de hippies.
Mas o que eu realmente abomino é o politicamente correto.
Prefiro ser doida do que ser politicamente correta.
Acredito que num mundo transformador e ensaísta já moderno, não há espaço pra esse tipo de gente.
Sabe como é?
Sou racista porque uso a palavra preto quando devia usar negro, ou é o inverso, nem sei mais, mas posso fazer piadas com brancos, qualquer um(portugueses, judeus, etc) e não ser racista?
Aposto que não posso acusar de racismo todas as pessoas que me chamam de branquela, mas isso é racismo.
Mas para os politicamente corretos o meu pensamento e reflexão já são racistas.
Enfim, como sou boa aluna, vou aprendendo que conhecer menos pessoas me faz mais feliz.
Por que eu preciso conhecer pessoas?
As que eu conheço já são suficientes, minha vida já é complicada o suficiente com elas.
Com menos pessoas na sua vida, você se torna mais íntimo de quem realmente vale a pena. Quem tem um milhão de amigos, como cantou Roberto, não tem nenhum.
Mas eu comecei o post dizendo que já fui doida.
Vou terminar dizendo que sou uma doida controlada,  menos materialista, com menos amigos e mais feliz.


pensando

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...