sexta-feira, março 22, 2013

DIA 5

Dia 5

Acordei com muita dor de cabeça.
Mas fiquei animada com um leitor me perguntando num dos meus posts se minhas palavras são verdadeiras, ou se escrevo obra de ficção.
Não é interessante?
Aconteceu uma coisa comigo esta semana que eu esqueci de comentar. Uma mãe me parou num café que costumo frequentar aqui perto de casa, pra dizer que o filho dela ( que nos olhava a distância), me achava linda demais. Disse que o filho já havia me visto outras vezes e sempre me achava meio diva.
O detalhe é que o garoto devia ter no máximo uns 18 anos e eu me senti uma estrela da globo.
"Vem cá meu amor, te dou um autógrafo e a gente tira uma foto".
Lógico que eu não falei nada disso, sou maluca mas ainda não tô babando né gente. Mas me deu uma enchida no ego.
Outra coisa que não comentei foi sobre a aula na PUC.
Tenho problemas com banheiros, não é possível. Minha sala fica no 11º andar e eu desci do elevador apertadíssima. Nunca tinha reparado que banheiro pra deficiente vem com inscrição "masculino e feminino" junto, daí que eu imaginei que fosse pra uso comum. Só depois de entrar e sair dele por umas 3 vezes encontrei o feminino. Mas para minha alegria, o povo tirou o papel da porta e colou no azuleijo, sendo assim, um homem também se enganou e usou o banheiro feminino. De porta aberta.
Coisas de PUC.
Hoje tenho a missão de ir buscar os tal remédio de alto custo pro kit bipolaridade e estudar. Ontem comprei um livro chamado "Platão e a Retórica de Filósofos e Sofistas" de Marina Mccoy.
Se algo mais incrível acontecer, edito até o final do dia.
Antes de dizer que não entendeu a foto abaixo, pense bem, ela retrata muitas facetas de um mesmo dia, no caso, o meu.



Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...