terça-feira, março 19, 2013

UM DIA ASSIM...MEIO ESQUISITO.

Dia 2

Dia chuvoso sempre remete a lembranças de infância. No meu caso a bolinhos de chuva, que não devem ter esse nome a toa.
Eu tenho um apego estúpido as pessoas.
Sabe quando você tem um amigo ou amiga, e aí acha impossível que essa pessoa seja capaz de fazer isso ou aquilo justo com você? Pois é, eu sofro desse mal.
Não que eu tenha muitos amigos, porque eu não tenho. Será que isso é significativo? Quer dizer, quem tem muitos amigos é bacana, cool (nova palavra em voga), gente boa e tal?  Mas por outro lado quem não tem amigos é uma mala sem alça cheia cheia de pedras, o tipo de pessoa detestável que ninguém quer por perto pra trocar presentes no Natal?
De repente fiquei um pouco pensativa: eu só troco presentes no natal com a minha família.
Por que será que a gente precisa tanto agradar as outras pessoas? Quem me perguntou isso foi minha terapeuta e eu (que tenho uma mente reativa) esbravejei " eu não faço isso, se gostar de mim bem e se não gostar amém!" . Ela só balançou a cabeça. Terapeuta esperta.
A necessidade de agradar é humana, assim como a de ser feliz e a de ser sábio.
Mas só o ser humano é tão demasiado humano e idiota, pra achar que dá pra ser tudo isso junto. Mal cabe numa mesma linha...
Minha filha está apaixonada e eu me lembro dos amores juvenis. Também já vivi os meus. E era tão mais descomplicado ir dormir apenas pensando na roupa que eu iria usar no dia seguinte para encontrá-lo, ou apenas nos beijos que trocamos, nas promessas, nos sonhos.
Depois as paixões viram amores e os amores exigem um bocadinho a mais. Compromisso é um deles.
Compromisso com família, filhos, contas, escola, trabalho, sexo, entre outros mais.
Já parou pra pensar que só depois de casado você repara nas vezes que fez amor com seu marido ou esposa? Antes disso, quem vai ficar contando se foi uma, duas ou três vezes na semana?
E que importância tem isso? O sonho não era dormir todo dia abraçadinho e acordar ao lado do amor da sua vida? Ahaa...
Hoje estou uma perguntadeira.
Tenho trabalhos da faculdade pra fazer e uma preguiça maior que todos eles juntos.
Culpa da chuva.
Vou mergulhar num dos meus livros e entrar debaixo das cobertas. Quem sabe um filme bacana?
Ontem estava assistindo um seminário na internet quando "plam" um cidadão do nada me manda mil corações. Que negócio é esse??? "Você é muito linda e sexy, adoro olhar sua boca" disse ele.
Depois me mandou um convite pra ser meu "amigo". Essa coisa de amigo no facebook é muito esquisita e até hoje não sei porque mantenho. Parece uma exposição desnecessária. Eu mesma fico me cobrando por postar fotos e coisa e tal. Depois que posto sempre, invariavelmente penso "que coisa mais idiota". Eu já vi páginas em que o dito cujo tem um zebilhão de amigos e nunca conheceu nenhum pessoalmente. Será que dá pra pedir uma grana emprestada pra um desses amigos?
Alguém ainda mantém o hábito de escrever cartas pra alguém? Outro dia fui assinar um cheque e minha letra era um garrancho só.Aliás quando vou escrever, muitas vezes não entendo coisa alguma depois. E tenho por hábito andar com uma moleskine porque escrevo o tempo todo. O problema é conseguir ler depois.
E quanto ao "amigo" óbvio que não aceitei. Deveria ter um campo (não sei que nome dar) no facebook pra ao invés de "rejeitar" você usasse a expressão " me retiro cavalheiramente" ou " nego com o lisonjeio de uma dama", seria mais bacana. A palavra "rejeitar" te faz sentir muito mal. Poxa nem conheço o cara que acha a minha boca linda e rejeitei ele. E se por conta dessa rejeição ele entrar em depressão? Vai saber...
Dia de chuva é assim mesmo, a gente se poe a tomar café e a tagarelar.
Filósofo então...





Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...