quinta-feira, fevereiro 21, 2013

HIPOCRISIA COMO VIRTUDE

O mundo anda muito frouxo.
E esse meu discurso encontra eco porque muita gente concorda comigo.
A moral do afeto anda esquecida totalmente. Precisamos de uma certa educação na lida com o outro, mas o politicamente correto é enormemente violento, inerte e irritativo.
É tanta gente covarde, com medo de parecer desinteresssante aos olhos dos outros por se admitir agônico, pessimista e pouco resolutivo na sua vida, que chega a ser assustador a quantidade de livros chatíssimos sobre "acordar melhor" " como ser feliz num ambiente triste" " ame quem te odeia" e etc. São best sellers.
Não estou dizendo que precisamos ser azedos hiperativos pra sermos utilitários, mas parodiando Rochefoucald " a hipocrisia é uma homenagem que o vício presta a virtude".Nível de consciência é uma coisa importante, mas o meio aonde vivemos precisa nos dar oportunidade de dizer o que pensa, sente, se reconhecer e legitimar o seu direito de "fazer barulho".
Eu tenho a mania, sei lá, é um ranço que me dá uma visibilidade gigante, de ser contrária ao que vai de encontro ao bem comum. Discuto fórmulas prontas, questiono ordens absurdas, e não me preocupo com a influência que isto cause. Mas sei que não sou um átomo numa ilha, então, por essa visão tenho responsabilidade por minhas atitudes, mas nunca omito ou me ocupo com questões que me deprimem, alem do que já sou. Já me enquietei demais com os outros e transformei minha vida num inferno.
Hoje, meu inferno existencial, moral, ético e outras evidências mais, é somente comigo mesmo.
Ninguem se espanta mais com nada, exceto com os depressivos, pessimistas e bipolares. Pode reparar que o povo olha estranho e já determina como "louco" abusivamente.
Mas enfim, cada qual tem o vício que merece, ou quer ter.
E o meu é ser desequilibrada.



Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...