segunda-feira, fevereiro 18, 2013

ALGUÉM QUER ADOTAR?

Minha filha me acha um pouco pessimista nos escritos.
Ela pede "mãe muda o tom, o povo vai cansar de ler tragédia", e eu penso que só pode ser piada. Primeiro porque vivemos num país da tragédias prontas e não das piadas prontas, este já foi ultrapassado há décadas. Segundo porque só sei escrever (e mal) sobre o que me aflige, por isso só produzo na tristeza e no caos e nunca, jamais, na alegria.
Minha mente anda meio (modéstia cabe em qualquer linha) desorganizada, então, vou escrever sobre o quê? Parques temáticos? Ùltima coleção exposta na Vogue? Nem a Vogue tenho comprado mais...
Não dá.
Minha cabeça está alicerçada em bases esquerdistas rumando a derrocada do muro de Berlim occiptal.O que acontecerá quando o muro cair só Deus é que sabe.
Mas há tanto blog de moda e beleza que os meus parcos e fiéis leitotes podem migrar a qualquer momento. Não ficarei triste. Talvez saudosa.
Todo mundo precisa de um pouco de loucura pra ficar são. Eu já sou um tanto quanto despirocada desde a infância, só aprimorei os motivos dos despirocamentos.
Se tem uma coisa que me irrita nesse mundo é a fragilidade. Minha, não de outros.
Quando estou frágil, inevitavelmente faço merda, digo merda, e depois penso" merda, porque raios fiz aquilo?"Então, me tirar do eixo é me retirar do mosteiro sombrio e melancólico que habito. Teias de aranha me interessam.
Outro dia ouvi o Pondè dizendo que "somos um cérebro que habita um tubo digestivo".Olha que definição poética!
Verdade seja dita, nosso cérebro comanda todos os impulsos sobrando apenas o tubo digestivo à carrega-lo.Eu gostei.
Claro que muita gente vai chiar pela parte do tubo digestivo que lhe cabe, mas, como dizia Nelson Rodrigues " Azar dos fatos".




Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...