domingo, janeiro 06, 2013

QUEM QUER SER UM IDIOTA?

Eu não sou partidária.
Aliás não acredito que haja de fato pessoas partidárias no Brasil. A direita e a esquerda estão tão entranhadas e vinculadas que perderam suas características primárias. Os sons esquerdistas que ecoaram em outros tempos são agora meras suposições, frente os escândalos.E a direita, bem, acho que nem ela sabe por onde anda.
De uma maneira geral a população tende a votar naquilo que enxerga com mais facilidade, e são até incapazes de perceber que suas opiniões são de segunda mão, e podem inclusive não ser suas. O mundo denominado "real" para a grande população limita-se a sua própria sombra no chão, e o crucial é aceitar a autoridade óbvia de outras pessoas, desde que estas lhe favoreçam individualmente.
Encontram-se em um estado de cegueira coletiva causada pelas quimeras oferecidas pelo governo. A estas quimeras pode-se dar tantos nomes que - me perdoem os detalhistas - posso ofendê-los deixando algum de fora. Aliás, são tantas as benesses que quase tornou-se obsoleto acordar cedo e ir trabalhar. Por quê afinal alguém ainda precisa acordar cedo, trabalhar, pagar impostos e tributos?
Ah sim, para que o governo possa manter as benesses.
Então hoje nosso país desenha-se desta forma: a parte que acorda cedo, utiliza meios de transporte precários e decadentes, ganha pouco, paga caro pela moradia que habita (a maioria alugada) entrega parte desse pouco ao governo  sobrevivendo exaustivamente; e a parte que não faz nada e é contemplada com moradias e outras regalias afins.
Claro que toda pessoa critica desse sistema é considerada estranha, não importa o quão rigoroso e analítico seja sua análise. Sua visão mais clara e objetiva a cerca de um sistema ilusório, assistencialista e parcial, parecerá radical demais, afinal, para muitos a vida está mais fácil!
As pessoas não gostam de quem pensa diferente, estes frequentemente são vozes isoladas, taxados de radicais e até idiotas.
Pensar racionalmente é muito trabalhoso, avaliar argumentos e benevolências, promover discussão sobre esses temas espinhosos, definitivamente não é para qualquer mente. Reagir contra os dogmatismos, desenvolver pontos de vista abrangentes, promover ideias que aloquem pessoas de maneira imparcial, apoiar propostas que façam sentido para um elenco maior e não isolado. Extrair e submeter questões como bolsas alimentação, aluguel, moradia, gás, energia, e tantos outros a uma avaliação criteriosa, com resultados factuais é fundamental para o crescimento efetivo de um país. Os fatos mostrados por jornalistas, políticos  respeitados e revistas internacionais deixam claro que o país está estagnado. Nós paramos no tempo e nos sujeitamos as tais regalias à revelia do desenvolvimento para todos.
A argumentação racional é a maneira como devemos nos ocupar, ou estaremos fadados a sermos, de fato, todos idiotas. Na percepção real da palavra grega idiotas "são aqueles que não se interessavam ou participavam dos assuntos públicos importantes e só se ocupavam de si próprios"
E nessa percepção podemos dizer que, neste momento,  somos uma nação formada por uma maioria idiota.

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...