quinta-feira, janeiro 31, 2013

MANIAS

Eu fico lendo e relendo meus escritos e cada vez mais me acho uma chata de galocha.
Antes eu escrevia sobre o tempo, as borboletas, a chuva ,e agora só escrevo sobre assuntos melancólios. Dá a impressão(falsa), de que eu vivo pendurada na pia do banheiro chorando. "O que se passa Valéria?" Pergunto a mim mesma sem encontrar resposta.
Acho romântico designar a palavra melancolia à tristeza. Não que eu seja triste. Sou apenas um pouquinho introspectiva.
Gostaria de falar do passarinho que todo santo dia fica cantando no telhado aqui do meu vizinho, mas a minha vontade é dizer pra ele ir cantar em Bangladesh.
Pô, o bichinho tem asa e vem cantar na zona leste?
E por falar em vizinho, o meu - religiosamente - abre a sua janela as 08:00 da matina fazendo um estardalhaço que a causaria inveja na bateria da Mangueira. Porra, nao dá pra pensar que nem todo mundo acorda de bom humor e inspirado pra limpar a casa as 08:00 da manhã???
E ainda tem o vendedor de cândida, sabão em pó, amaciante e sei lá o quê, berrando no seu auto falante pensando que é o Silvio Santos e o bairro seu auditório.
Deixa pra lá.
Como um ser humano pode ser "normal" numa cidade como essa?
Aristóteles dizia que "todo ser em excessão era melancólico".
Adorei.
Sou um ser em excessão.
Existe algo mais moderno que isso?



Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...