terça-feira, janeiro 22, 2013

INQUIETA



Tenho uma calma que não é minha
Tenho sede, fome, um grito preso e uma alma sabida...
Tenho a calma de um tornado, a leveza de um furacão
Sou tormenta, sou muitas mulheres
Mas engano com destreza...
Tenho uma urgência de chegar que me impulsiona e me guia
Mas sou feito gente feia, e uso venda pra me perder e assim novamente me buscar...
Não sei pra aonde ir
Também não quero saber!
Sofro de ignorância consentida
Por ter uma calma que não é minha...


I have a calm that is not my
I thirst, hunger, a cry and a soul trapped known ...
I have the calm of a tornado, the lightness of a Hurricane
I am a storm, many women I
But deception skills ...
I have an urge to get that push me and guide me
But I'm done ugly people, sale and use to lose me and get me like that again ...
I do not know where to go to
I do not want to know!
I suffer from ignorance consented
By having a calm that is not mine ...

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...