quinta-feira, janeiro 24, 2013

A IMPLOSÃO DA IDENTIDADE

As pessoas emburrecem.
Não foi nenhum filósofo celebrado ou maldito quem disse isso, é apenas uma conclusão minha.
Quando olho para todo o consumismo vertiginoso e voraz que devora nossas almas e bolsos, me pergunto se cada uma dessas pessoas têm conhecimento - ainda que mínimo - dessa temática.
Quando eu digo que as pessoas emburrecem é em razão do conceito de vontades que adquirimos e suas importâncias. A própria palavra "consumo" já traz em si a versão mais decrepta que se possa imaginar: a do suicídio. Sim, cada "consumista" é um suicída em potencial, pois ele se consome, se esvai numa ânsia absolutista de preencher um vácuo atravez de bens adquiridos. A imensa maioria deles supérfulos.
Quer tornar-se um suicida? Assuma-se consumista, seja autodestruitivo.
Ou torne-se um fanático religioso.Dá tudo no mesmo.
Me vejo um pouco embotoada quando penso nas minhas vivências cênicas.
Será que a minha felicidade é tanática?
A melancolia me é tão fascinante e ao mesmo tempo me assoberba tremendamente. Me esgota.
Procuro ser o menos autodestrutivo possível, o menos histérica, o menos envaidecida possível. A sensação da morte me assombra. Inexoralabilidade.
Até um tempo atras eu era depressiva. Bobagem moderna, prefiro mil vezes a melancolia.
E aí vem um diagnóstico de transtorno bipolar tipo 2.
Fiquei orfã de minha própria tristeza.
É difícil você saber quem é e todas as suas variações dissociativas na vida adulta. Há uma impotência e a necessidade de construção, um trabalho de decupagem, um começar de novo. De onde tirar o estímulo pra esse recomeço?
A banalidade com que se trata as doenças sempre me escandalizou. Não sou dissimuladamente emulada.
Sofro por ser assim.
É um saco se reiventar, descobrir-se dependente de medicamentos equalizadores. Esse factóide ainda me dói. Assumo minha relutância.
Grandes pensadores foram bipolares tipos 2, mas isso não é motivo de vaidade.
O martírio sempre foi fascinante pra mim, mas na medida cênica,  nunca empírica. Sempre me vi otimista, amorosa,
Só não quero ser uma idiota.
Quero envelhecer apenas uma grande contadora de causos.




Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...