sexta-feira, novembro 09, 2012

MINÚCIAS

Não sou pessoa de fazer amizades fácil.
Nem gosto.
Algumas coisas exigem um compromisso muito maior, e uma leveza respeitosa que só o tempo traduz.
O imediatismo das amizades não proporciona isso. Mas hoje tudo leva ao imediatismo, e por conta disso, todo mundo "virou" amigo.
Basta olhar as redes sociais.
Talvez eu seja anti social e prefira a construção de uma quietude aos arroubos de um colecionador de pessoas. Mas o fato é que eu não sou pessoa fácil de se convencer.Não que eu exija tal atitude.
Mas eu estive pensando sobre essa questão de amizade e percebi que, não tenho um amigo novo faz muito tempo. Aliás, eu tenho um amigo. E o conheço à mais de vinte anos.
Depois dessa amizade longa eu não me lembro de ter feito mais nenhuma.
Tive uma amiga querida, mas os anos passam e as pessoas se afastam naturalmente, então, você se distancia  e já não sabe se têm ou não aquela pessoa.
Claro que tenho outras tantas pessoas muito queridas no meu dia a dia, mas isso é uma amizade?
Qual a melhor definição de amigo?
É conceitual? Ou seja, cada pessoa define amizade a sua moda?
Nem sei se existe uma resposta certa à essa pergunta.
Mas estou muito orgulhosa por "achar" que talvez, somente talvez, eu tenha feito uma nova amiga.
Ela tem uma maneira peculiar de conduzir a sua vida, seus amores, e assume que é fraca perante eles. Eu admiro gente que não tem medo de admitir fraqueza.
Então hoje eu só queria celebrar a premissa de que, após tantos anos, encontrei uma nova amiga.
Que seja real, e que dure.




Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...