quarta-feira, agosto 15, 2012

WHEY PROTEIN - A NOVA ONDA

E a onda do Whey Protein?
Se você não sabe do que estou falando, vou explicar.
Um expert em obesidade chamado George L.Blackburn, estudou por anos a fio uma nova dieta da proteína.  E conseguiu o aval da Universidade Harvard para uma releitura do método. Essa nova dieta, que nem parece tão nova assim(pelo menos eu achei), prioriza suplementos de proteínas essenciais ao organismo, e que não são produzidas pelo mesmo.
O método que promete queimar 7kg em 14 dias, é composto por 3 fases, iniciando com uma aonde você só pode ingerir um máximo de 1000 calorias. Nesta fase você pode consumir leite, iogurtes, queijo minas light, presunto ou peito de peru light, carne vermelha magra, carne branca, peixe e agrião, alface, brotos de feijão, pepino, espinafre, brócolis , couve-flor e rabanete. Ou seja, zero carboidrato por 14 dias, tempo que dura a primeira fase.
Nas demais fases, há a liberação gradativa de carboidratos e até de doces, mas a fase decisiva é mesmo a inicial, dos 14 dias.
E aonde entra o Whey Protein?
Trata-se de um suplemento extraído do soro do leite, que oferece uma proteína de alto valor biológico, ou seja, de rápida e fácil absorção. E está presente na chamada "nova dieta das proteínas", que diferentemente da do Dr. Atkins, apenas reduz a ingestão de carboidratos e limita o consumo de gorduras ao invés de dar-lhe passe livre. Mas como as proteínas devem ser magras, o whey protein é fundamental na fase inicial do programa, porque contem menos gordura que a carne vermelha e a de frango.
A questão é que o suplemento é caro e comercializado por várias marcas, inclusive importadas. E como saber se o whey protein que você está comprando é de fato sério?
Algumas observações muito importantes:
A maioria é uma mistura de isolado com concentrado, e saber a quantidade de proteína por dose é fundamental para saber se você não está sendo enganada. Um bom whey protein precisa ter mais de 20g de proteína por dose.
E o Whey engorda ou emagrece?
Vou explicar minha utilização, e que não sirva de base para ninguém!
Eu consumo pouco carboidrato, quase nada, e privilegio a proteína e os legumes. Então, no meu caso, o whey entra realmente como um suplemento (que de fato é) e não como um substituto alimentar. Neste caso, como eu tenho uma alimentação dita "magra", uso o whey para me ajudar no complemento de proteínas.
Mas como todo suplemento, ou qualquer outra coisa utilizada em excesso, pode engordar. Então, pesquise as marcas e a quantidade de proteína contida nos frascos se decidir comprar.
Na prática, toda dieta que têm baixa ingestão de gorduras, carboidratos e alimentos de alto valor glicêmico, vão te fazer emagrecer. A grande questão é a disciplina e incorporar novos hábitos alimentares. O whey pode ajudar? Sem dúvida, assim como as barras de proteína também, mas o mais importante é manter-se fiel a uma alimentação balanceada e não ficar restringindo ou abolindo totalmente os carboidratos e gorduras  Esse tipo de dieta é excelente para alavancar um programa, mas não pode ser definitivo.




Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...