sábado, julho 07, 2012

CORINTIANA POR UM DIA

Nem lembro que horas eram. Peguei meu celular e te liguei. " Oi meu amor", disse você ao atender o telefone do outro lado. " Oi amor " respondi. Na verdade não liguei por nenhum motivo específico, era só saudade mesmo, então perguntei a primeira coisa que me passou pela cabeça. " Está muito ansioso com o jogo de hoje?". Meu amor é Corintiano e tal jogo em questão era a partida final contra o Boca Juniors pela Libertadores.
Se você que está lendo esta crônica não entende ou não gosta nem um pouco de futebol, tudo bem. Eu entendo. Vá ler uma revista, ou melhor, vá ler um livro.
O fato é que Eu também não sou uma apaixonada fanática, mas confesso que gosto de assistir aos jogos.
Enfim, meu amor respondeu " Ô, só penso nisso o dia inteiro!"
" Vai dar tudo certo" disse eu, com os dedos cruzados. Mentir com boa intenção não conta vai...
Quando você chegou eu estava num daqueles dias em que só você consegue me acalmar. Angustiada, cheia de dúvidas sobre o meu trabalho, querendo falar sobre o meu cabelo que precisava de uma tinta nova lançada pela Keune (coisa fina), sobre minhas escolhas profissionais e sobre como me faz falta frequentar os trabalhos mediúnicos.
Tudo isso bem no dia da final da Libertadores com o Corinthians.
Você, olhava para a tela da tv antes de o jogo começar e pra mim ao mesmo tempo enquanto eu tagarelava sem parar. Sim, porque torcedor fanático assisti ao pré jogo na véspera, e você não foge a regra.
" Olha o ônibus dos argentinos chegando!" gritava o repórter empolgado.
" Amor, você tá me ouvindo??" disse eu com cara de quem acaba de ter um pirulito furtado.
" Tô amor, tô ouvindo, lógico!!" enfatizou você, olhando a tv pelo rabo de olho.
Comecei a falar sobre as mazelas do meu trabalho, minhas dores no corpo, meus remédios todos e terminei te olhando e dizendo " preciso de um conselho amor..."
Você fez menção de abrir a boca, quando o repórter (aquele!) grita " O ônibus do Corinthians está chegando no estádio!!" com uma empolgação de quem está narrando a chegada do homem a lua!
" É melhor eu conversar outro dia" disse.
" Nãaaaaao amor, vamos conversar" disse você apertando o mute do controle.
Achei sua atitude tão linda que "quase" me converti ao corintianismo dominante do dia. Acabei te ouvindo. Poucas palavras, mas sábias como sempre.Sorri aliviada.
Você correu pro banho pra não perder o começo da partida. Me ajeitei na cama enquanto isso e li um pedacinho do meu livro. Desisti. Muito sono por conta dos remédios.
Com um potinho cheio de granola você voltou do banho e se concentrou no começo do jogo.
Só me restava naquele momento oferecer toda a minha concentração e torcer pelo Corinthians. O São Paulo que me perdoasse. O amor tem dessas coisas.
No final, meu filho e meu amor (meus amores) se abraçaram, meu filho chorava, meu amor parecia criança que recupera o pirulito furtado.
E eu?
Bem, eu finalmente pude adormecer depois de toda a queima de fogos barulhenta e buzina dos carros (será que vai ter fogos pro Ano Novo?), mas não sem antes dizer um " Boa noite filho, dorme com Deus" para o Pedro, e um " Te amo amor"que ,feliz como um menino, passou as mãos nos meus cabelos e respondeu quase sorrindo " Também te amo meu amor".
Pronto, adormeci. O mundo fazia sentido novamente.







Imagem reprodução

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...