segunda-feira, junho 25, 2012

SALVE JORGE!

Coisa estranha é a vida da gente.
Estamos sempre buscando alguma coisa. Pronto, já errei. Afinal de contas estou falando de quem?
EU estou sempre em busca de algo.
Há momentos que tenho até uma certa raiva de mim por ser assim, sabe quando nada te satisfaz exatamente? Eu vira e mexe me sinto assim.
Nunca estou totalmente inteira na minha verticalidade.
Quem nunca teve vontade de mandar tudo as favas? Normal.
Anormal é ter vontade de mandar tudo as favas o tempo todo e, ultimamente, tenho essas vontades.
Só me sinto em paz e tranquila com a minha família.
Aqui na minha casa, no meu quarto com meus livros, minhas revistas, meus filmes, aqui me sinto em paz. Quando deito a cabeça no peito do meu marido me sinto em paz.
Aliás, meu marido acha que tem dia em que a gente se sente assim mesmo, sem ter vontade de por a cara pra fora. Eu percebo que essa vontade está se tornando constante pra mim.
Nunca escondo minhas fragilidades, e é de conhecimento público a minha necessidade de determinados medicamentos pra manter a sanidade.Não tenho vergonha de assumir isso.
O que posso dizer? Hoje além dos mantras também há rivs.
Mas o fundamento desse texto é só desabafar iconicamente em rede virtual sobre a minha real dificuldade em administrar e viver só o hoje. Eu sempre me projeto à frente, sempre busco o dia que ainda não veio e por conta disso, me desloco pra uma dimensão que não existe, e consequentemente, desalinho meu corpo, e  consequentemente tenho dores no corpo, ansiedade, pressa.
Será que algum dia vou aprender a viver só o hoje?
Sei que quando esse dia chegar vou enfim achar o que procuro, e como não sou entreguista, sigo acreditando.


Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...