quinta-feira, março 15, 2012

ALGUÉM ASSIM...TIPO EU

Meu senso de humor (temo eu) não deve ser macabro, mas eu sou o tipo de pessoa que consegue ver algo de engraçado até em velório.
Juro.
Não acredito que eu tenha passado um dia sequer sem dar risada. Inclusive de mim mesma.
Dia desses estava entrevada por conta de uma possível hérnia de disco, andava de bengala, tomando ampolas de injeção e soro na veia, quando me surpreendi rindo de uma pessoa, aparentemente normal, no corredor de uma unidade de saúde que, inacreditavelmente, tirava fotos de si mesma no celular usando um óculos de sol cor de rosa.
Minha filha olhou pra mim e desacreditou que eu conseguisse rir e chorar de dor ao mesmo tempo, mas, começo a achar que é perseguição cármica, ou alguém consegue explicar porque cargas d'água uma pessoa usa óculos de sol cor de rosa posando pra fotos dentro de um corredor do AMA?
Já fiz careta pra uma criança que acompanhava a mãe num caixa eletrônico até ela chorar e obrigar a mãe a abandonar o local. Mas quem não faria o mesmo se estivesse no recinto de um shopping center aonde existe apenas um caixa eletrônico da sua agência e a mulher em questão quisesse pagar todas as contas atrasadas de 2011?
Neste dia eu estava atrasada e precisa sacar dinheiro pra trabalhar, mas ao ver aquela criança me encarando e a mãe com um zebilhão de contas, não pensei duas vezes em mostrar a língua e virar os olhos.
Foi muito engraçado.
Menos pra criança, é claro.
Eu já dancei no corredor do supermercado no natal por conta das músicas natalinas (sou viciada) e cantei improvisando um microfone com o detergente nas mãos. Foi ótimo, mas pelos olhares a minha espontaneidade pode ter sido vista como um princípio de loucura.
E uma vez, mas foi só uma vez mesmo, fiz xixi nas calças dentro de uma loja de departamento bem famosa ao ver um boneco bebê que tinha a cara da minha tia Hilda.
Este foi, com certeza, meu pior momento comédia.
Mas sabe o que é engraçado? Minha tia Hilda deve ter um rosto bem característico, porque a boneca da mamãe Noel de 2010 na decoração de Natal do shopping aqui de perto de casa,  também tinha a cara dela.
E as pessoas de nome estranho? Como alguém consegue cumprimentar alguém chamado Motocleison?
Outro dia estava no cabeleireiro e um cara todo tatuado, careca e de jaqueta dos Abutres encostou a moto pra aparar a barba. No bolso da jaqueta camuflada estava escrito Taliba. Pensei: " o nome dele não pode ser Taliba!" Aí conversa vai, conversa vem e descubro que o cara chamava Taliba.
Fica difícil né? Imagina a seguinte cena: família reunida no berçário, lágrimas nos olhos e alguém comenta "nossa que bebê mais lindo, como chama?" e o pai responde "Taliba".
Com o passar dos anos estou piorando.
Tenho tido sonhos muito estranhos.
Outro dia sonhei que trabalhava no circo com o Miguel Falabella e a Regina Duarte.
Não é que eu seja louca, eu sou apenas.......diferente.






Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...