terça-feira, janeiro 10, 2012

MAMA MIA!!

Minha família não é o que se pode chamar de normal. Se é que existe alguma família normal nesse mundo. E sabe-se lá o que é ser normal...
Mas enfim, vamos logo ao assunto ou vou iniciar um prólogo sobre a loucura!
Minha tia Hilda e minha mãe são pessoas muito, muito peculiares. Ambas vivem as turras. E os motivos são os mais ridículos possíveis.
Outro dia por exemplo discutiram arduamente sobre um assunto muito relevante: aonde morre o sol. Ou aonde o sol se põe, como diriam os mais cultos.
Uma dizia que era no leste, enquanto a outra dizia que era no oeste. E assim passaram a tarde toda. Quando eu digo "discutiram", estou sendo muito delicada. Na verdade elas não sabem o que significa falar baixo,  e muito menos que não se deve gesticular ou mostrar a língua enquanto a outra não esta olhando.
Sim, elas mostram a língua e dão uma banana também  a quem interesse saber.
Nem preciso dizer que ambas descendem de italianos por parte de mãe...
Já vi uma sair e deixar a outra falando sozinha. E também já presenciei diálogos que não poderia nunca, jamais, transcrever.
Aliás, ambas têm em comum uma boca muito suja, e destilam a cada dez palavras algo em torno de sete palavrões. E dos cabeludos, tá meu bem?
Quando eu era pequena morria de vergonha de ir a feira com a minha mãe. Ela simplesmente saia dizendo na cara do vendedor de tomates que ele era um ladrão, que o tomate dele não prestava, que na banca não sei de quem o tomate era muito melhor e mais barato,  e ainda encerrava fazendo uma caretas, sinais e, ai do coitado se resolvesse responder alguma coisa...Minha mãe mandava um #@"/z&$* e saía andando, eu logo atras, roxa de vergonha.
Com a minha tia acontece a mesma coisa. Só que muito pior.
Nunca conheci ninguém na vida que fale tantos palavrões quanto a minha tia Hilda. É quase normal.
Por exemplo, dia desses ela me disse que teve um sonho erótico.
- O quê??
- É, sonhei que estava @#$%¨}{ e quando acordei precisei tomar um banho gelado!!!
- Credo tia!! Precisa falar assim??
- Até parece que você nunca @!#%$}{ , e sai gargalhando...
Detalhe: ela tem quase oitenta anos.
Por essas e outras chego a conclusão que, perto dessas duas, sou caretíssima.
Já pensou se for genético??







Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...