quarta-feira, novembro 30, 2011

SANGUE, OSSOS E UMA ILHA

Toda história tem sempre um final feliz. Os bons sempre vencem. Quem com ferro fere, com ferro será ferido. Mais vale um pássaro na mão que dois voando. Os mocinhos sempre vencem no final.
Todo mundo conhece esses e outros presságios ou melhor dizendo, decretos, espalhados para quem quiser ouvir.
Eu confesso que, realmente sempre acreditei nessa de que toda estória tem sempre um final feliz.Nem que seja para os outros.
Mas também sempre acreditei que temos o direito de escolher nossa estória, ainda que ela não termine exatamente como planejado.
Estamos exatamente aonde nos permitimos estar, e isso é fato irrefutável.Mas eu penso que a nossa fé também nos movimenta e redimensiona a nossa vida.

Não sei se de fato os bons sempre vencem, mas gosto de acreditar que sim e me esforço para estar no bando dos mocinhos, apesar de ter uma queda pelo vilão.
Todo mocinho é meio mala sem alça cheia de pedra, e a maioria dos vilões têm um charme que lhe conferem autenticidade. A coragem de viver a seu modo, dentro das suas regras.
É um desafio e tanto.
O grande Jose Saramago no Conto da ilha desconhecida, diz que todo homem é uma ilha, mas não foi bem interpretado.
Claro que fazemos parte de um todo, mas também o carregamos dentro de nós. Somos completos e ao mesmo tempo completamente necessitados uns dos outros.

Não me agrada as pessoas que planejam vingar-se de outros aplicando a máxima "olho por olho e dente por dente" ou quem com ferro fere com ferro será vencido, porque a estes falta o entendimento de que na realidade, estão ferindo só a si mesmos. Não existe vingança. Apenas desilusões e decepções.
O grande barato da vida está justamente nessa inconstâncias, e não são elas que bem digeridas nos amadurecem?
E como diria o mestre Rock Balboa " não importa quantas vezes você cai e sim quantas você levanta", e eu poderia citar também o grande filósofo  Don Corleone " Deixe que seus amigos subestimem suas qualidades e que seus inimigos superestimem os seus defeitos ".

Sendo assim, na dúvida de como e com quem seguir, siga só a si mesmo.Se errar, recomece seu caminho. Não aceite destinos prontos e acima de tudo tenha fé.
Principalmente em si mesmo.




Imagem: Reprodução

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...