domingo, novembro 27, 2011

NÃO VEJO, NÃO FALO, NÃO OUÇO....

Em matéria publicada na Veja São Paulo deste final de semana, um casal de gordinhos testa a aceitação e distinção feita pelos demais. Foram convidados também um casal de magros que, assim como os casal de gordinhos, visitariam lojas grifadas para constatar se de fato, existe diferença de tratamento.
Eu realmente nem sei se devo me dirigir as pessoas como gordas e magras, tamanha é a histeria coletiva em criar nomes e adjetivos para definir biotipos, mas por falta de criatividade ou intelecto mesmo, vou, com o maior respeito, retratá-los assim.

Dito isso, vamos a matéria.
Em várias lojas famosas a atenção dispensada pelos vendedores foi a mesma, inclusive esclarecendo sobre os tamanhos disponíveis e etc. Isso deveria ser praxe, pois nem todas as marcas trabalham com manequim acima do 44.
Porém, em algumas delas, além do elogio entusiasmado com peças claramente apertadas e que não correspondiam a numeração do casal de gordinhos, também houve relatos em que o vendedor teoricamente foi abduzido e, até hoje, não retornou. Sorte que o casal foi embora.

Nem preciso dizer que com o casal de magros não houve nenhuma incidência maior.
Eu não sou solidária com pessoas doentes que fingem aparente normalidade, e isso vale para alcoólatras, anoréxicos, bulímicos, obesos mórbidos, diabéticos e etc.
Então, sejamos honestos: pacientes obesos mórbidos não devem ter atendimento privilegiado por conta de sua obesidade.Aliás, ninguém deve. Não falo de educação e respeito porque isso é, no mínimo, sinônimo de civilidade, mas de vantagem.
Você pode ter as melhores intenções, mas a vida não funciona assim.

Porém, não existe lei que dite a regra do manequim abaixo de 44.E isso é recorrente.
Eu mesma já entrei em lojas com vendedores que se achavam co-proprietários e esnobavam solenemente pessoas que não pertenciam ao seleto e sortudo grupo dos bonitos, ricos e magros.
Precisa existir moda e conceito para todos.
O obeso é uma pessoa que necessita de tratamento, mas ser gordinho pode ser opção. E daí?
Só magro é alegre e feliz?
Pior do que ser obeso, é ser hipócrita.





Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...