sexta-feira, agosto 12, 2011

Neurônios e Chicletes

Não sei se acontece com todo mundo, mas se existe algo irritante é a memória de chiclete.
Sabe aquela frase que você ouviu em algum lugar e, na maioria das vezes, nem sabe aonde, mas a maldita não desgruda de seus neurônios?Pois é.
Existiu uma época em que meu filho assistia a Star Wars todo santo dia. O mesmo episódio, as mesmas falas, o mesmo duende verde.Quando eu dava por mim estava lá eu pensando " que a força esteja com você!"E isso se repetia nos momentos em que eu estava de bobeira ou até mesmo no chuveiro.
Enquanto me ensaboava " que a força esteja com você!".E enquanto esperava o metrô na plataforma " que a força esteja com vocêeee!".Ás vezes era o barulho do sabre de luz "zrrrrrrrrrrrr" e aí eu subia as escadas de casa e "zrrrrrrrrrrrrrr", e ia pra feira "zrrrrrrrrrrrr". Isso durava um tempão até ser substituído por outro chiclete infernal nos meus neurônios.
Pode acontecer de ser uma música e ultimamente é o hino do Botafogo que me atormenta.
Veja a ironia da situação.
Em primeiro lugar eu sou São Paulina.E depois sequer sou carioca.Então por que cargas d'água eu vou cismar com o hino de um time de futebol do Rio de Janeiro?
Explico.
A nossa feira de domingo tem o hábito de tocar hinos dos times de futebol do país inteiro pelos seus alto falantes.Daí que esse chicletou na minha cabeça e não saiu mais! Pra piorar meu quadro crítico, meu marido pelo visto também foi chicletado pelo hino do Botafogo porque é só pisar na feira pra começar " Botafogo, Botafogo campeão..."
O fato é que quando menos espero lá estou eu "Botafogo, Botafogo campeão....", e é viciante.
Eu também sou danada pra inventar umas palavras que acabo tagarelando sozinha.Por exemplo, teve uma época que eu falava "Macintosh" e repetia essa palavra o tempo todo.
Na fila do supermercado "Macintosh" e no chuveiro "Macintosh".O mais bizarro foi descobrir que o tal Macintosh existe e é um computador fabricado e comercializado pela Apple.
Vai entender...
Imagino que minha loucura seja compartilhada com outras pessoas e isso me conforta.
Nos anos 80 a música da Xuxa com aquele tal de "hilari hilari hilariê ô ô ô..." quase me matou.Nem sei por quanto tempo essa canção grudou no meu cérebro, mas foi difícil exorcizá-la.Ainda hoje quando algum pai resolve que "aniversário de criança tem que ter Xuxa" e pôe o tal do "hilariê" penso em sair correndo.
Já não tenho mais idade pra abrir a geladeira e " hilari hilari hilariê ô ô ô...", enquanto meu chefe mostra um projeto novo " hilari hilari hilariê ô ô ô...", não vou sobreviver a isso novamente.
Sigo torcendo para quê,  com o tempo, e a diminuição progressiva de minha memória, esse tormento finalmente acabe.
Mas enquanto esse chiclete persiste em me acometer " Botafogo, Botafogo campeão..."





Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...