quarta-feira, março 02, 2011

EU SOU ASSIM

Eu sou uma menina, mas pareço gente grande.
Quem me olha logo imagina uma fortaleza, estilo Don Corleone, aquela que olha sério e não têm medo de ninguém.
Em parte devo confessar que é a mais pura verdade, sou mesmo uma destemida metida a besta.Mas existe uma pessoinha dentro de mim que insiste em não crescer.
Essa menininha já me deu muito trabalho e vira e mexe me deixa em maus lençóis.
Por exemplo: confio exageradamente em qualquer um(qualquer um mesmo!), e não precisa de muita coisa pra conquistar minha confiança, basta ter um sorrisão e senso de humor.Se gostar de cinema, livros e música, me leva de graça.
Assim, bem facinho.
Além de confiar demais, também não suporto ver alguem em dificuldades, e me meto em briga e confusão pra ajudar, ainda que na maioria das vezes acabe precisando eu mesma de ajuda por entrar em situações difíceis e desnecessárias pelos outros.
Eu também choro por qualquer coisa.
Hoje por exemplo, tive a façanha de chorar assistindo a Ana Maria Braga,  e tudo porque ela leu um poema de Guimaraes Rosa.
Também choro assistindo a qualquer cena de amor romântico, mesmo que repetida.
E se meu amor me contrariar também choro, mas aí é de raiva.
Na verdade, eu choro por quase tudo, mas sou discretíssima, prefiro chorar enquanto a maioria dorme.
Essa menininha que carrego faz bico e fica amuada, anda descalça o tempo inteiro, fala palavrão, gargalha sem motivo, adora comer pipoca e tomar refrigerante e é metida a encanadora, eletricista, instaladora e técnica de futebol.
Um horror.
Organização também não é meu forte e eu nunca sei aonde está coisa alguma.
Sou o tipo de mãe que descabela a peruca dançando com as crianças na sala e come pizza com a mão.
As vezes sonho em ser de fato, gente adulta.Do tipo que sabe aonde estão as contas pra pagar, os documentos importantes, mantêm a roupa toda passadinha , organizada e têm paladar de gente grande, chega de paladar infantil!
Sabe aquela pessoa que só come de garfo e faca?E aquela que ri de forma contida e educada e não feito uma hiena tresloucada?
Sabe aquela pessoa que lê livros de auto ajuda e não biografias de roqueiros com mais de sessenta(outros que ainda não cresceram..) e usam roupas extremamente femininas ao invés de camisetas de bandas de rock?
Pois é, as vezes eu sou assim também, mas a menina sardenta que em mim habita  insiste em me tornar desbocada e infantil.
Larguei mão.
Já estou velha pra lutar contra os designios de Deus, se é pra ser birrenta e mandona, então assumo aqui e agora essa qualidade, considerando humildemente que seja apenas um traço da minha sensacional pessoa.
Sigo fazendo bico e dizendo palavras desconexas e amalucadas, mas feliz da vida por ser quem sou.
E de repente uma dúvida: dá pra ser gente grande e gente pequena ao mesmo tempo??

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...