terça-feira, fevereiro 08, 2011

CARTA AO MEU PAI


Eu sempre fui fã de Milly Lacombe e acho que ela não vai se ofender por eu ter me inspirado em uma crônica sua para escrever este post.
Com a sua licença Milly.

Oi pai.
Quero começar esta carta dizendo que sinto sua falta.
Não há um só dia mesmo depois de todos esses anos em que eu não me lembre de você.
Mesmo agora, está difícil pra acaramba te escrever sem ficar com esse aperto na garganta que me acomete sempre que a sua imagem vêm a minha mente.
Você se foi e eu era só uma menina.
Uma menina que te adorava e te idolatrava feito um ídolo que a gente fica olhando de boca aberta, babando só por estar perto.
Você era demais pai.
Lembra de nossas corridas pelas escadas do prédio aonde morávamos lá em Santos? Lembra como a minha mãe ficava ficava uma fera pelas nossas estripulias?
Eu adorava apostar corrida com você, ainda que (por trapaça!) você sempre vencesse.
Gosto de ver as minhas fotos de pequenina, sempre no seu colo ou dentro de seus carros bacanas que você tanto curtia.Sabia que esses carros hoje são apenas de colecionadores?
Minhas lembranças com você são em sua maioria de quando morávamos em Santos.O Carlos, meu marido, diz que Praia Grande não é Santos, mas a gente sempre vai dizer Santos pra tudo quanto é lugar da Baixada Santista, certo?
Você ia adorar conhecer o Carlos.
Sabe as suas manias de construir e destruir tudo para depois construir novamente, só pelo prazer de ficar martelando e pregando?Pois é, ele é igualzinho.
E ele me ama muito, igualzinho a você. E me trata do jeito que você queria que eu fosse tratada: feito princesa.
Pai, você tem cinco netos e um deles é a sua cara.
Eu sei que você vai dizer" cinco filhos não é nada, sua vó teve doze".Mas as pessoas sempre se assustam quando digo que tenho cinco filhos.
Só você me entende mesmo...
A Gabriella é fantástica.Geniosa, mas fantástica.Tem um coração de ouro, sempre querendo ajudar todo mundo e cuida muito mais de mim do que eu dela.Se não fosse por ela, eu não teria conseguido cuidar das crianças e ainda trabalhar o tanto que precisei.Você teria muito orgulho dela.Sabia que ela cuida da sua velhinha com o maior amor? São quase duas velhinhas quando estão juntas de tão parecidas que são.
E tem o Guilherme.Ele se parece com o Flávio tanto fisicamente quanto no temperamento.É um pouco explosivo as vezes, e tímido.Mas é um garoto maravilhoso, esforçado, organizado e estudioso.Adora futebol e torce para o Palmeiras fervorosamente.Você vai dizer que algum defeito ele tinha que ter não é?
O Pedro é a sua cópia.E digo fisicamente também.Esse menino é capaz de abraçar e beijar as pessoas como se fosse a primeira vez ,mesmo vendo essa mesma pessoa umas trinta vezes no mesmo dia.Ele tem um sorriso incrível pai.E assim como você, está sempre de bom humor.
Ah, ele herdou a sua lábia também, só não sei se isso é bom...
E torce pro seu timão.
Você ia amar a nossa cantora Maria Beatriz.Ela é uma estrela. Tem uma voz rouca desde bebê e adora cantar.Aliás, se deixar ela canta o dia inteiro.E a danada tem um vozeirão.
Acho que você ia querer que ela cantasse no coral da igreja de Fortaleza.Pelo menos ela tem talento.
Lembra que você queria que eu tocasse o orgão da igreja? Coitada da professora de piano que você pagava, desde o primeiro dia deve ter percebido que eu era um fiasco, mas pra te agradar(as mulheres sempre queriam te agradar né pai) ela com aquele sotaque francês, dizia " simmm, ela vaaai conseguirrr tocarrr logo, logo...."
Pena que o "logo, logo, nunca chegou.
E por último, tem a nossa estrelinha Nina.Uma boneca.Posso até ver você fazendo mil engenhocas pra ela.E ela te fazendo de gato e sapato, exatamente como eu fazia.Não existe criança mais meiga que a Nina.Sei que ela seria sua bonequinha.
Sabia que todos se referem a você como vovô Antonio?
Mesmo sem te conhecer, todos te amam.
Fiz questão que fosse assim.
Pai, eu passei maus bocados.
Você não imagina o quanto precisei de você nesses momentos e quantas vezes dormi chorando abraçada ao travesseiro chamando por você.
Eu sempre achei que você olhava por mim e me protegia aí de cima.
Sei que te decepcionei em muitas coisas.
Nem sempre tive a paciência com a mamãe que você tanto pediu, e nem sempre agi da maneira mais correta como você gostaria.
Descupe papai.
Não queria que você se decepcionasse comigo.
Mas eu estou me esforçando muito pra ser a filha que você esperava que eu fosse.
Vou chegar lá papai.
A Clarice está bem e continua casada com o seu genro querido.
A Luciana já é mãe e o Luiz pai.
O tempo voa não é mesmo?
Nós não contamos pra você que o Flávio tinha morrido porque o médico pediu e a mamãe não queria que você sofresse.
Sinto muito.
Assim como sinto não ter estado ao seu lado quando você se foi.
Queria ter segurado a sua mão e afagado a sua cabeça branca como você tantas vezes fez comigo.
Eu quase nunca vou ao cemitério e espero que você entenda os meus motivos.
Não suporto ver sua foto colada naquele mausoléo, não suporto a idéia de que você está lá dentro.
Tento segurar a onda e parecer descolada, mas não dá.Sempre choro.
Prefiro lembrar de você indo me buscar na escola, ou cantando " encosta sua cabecinha no meu ombro e chora".....quando eu levava bronca da mamãe, prefiro lembrar de você me dando um bicho preguiça de aniversário!
Francamente papai, hoje você seria preso por isso sabia?
E eu também por chacoalhado aquela árvore até o coitado cair de cabeça e partir desta pra melhor.
Quero te dizer que estou muito feliz.
Tenho filhos maravilhosos, um companheiro incrível que você ia amar de paixão e estou em paz com a mamãe.Apesar de vira e mexe perder a cabeça com ela.
Mas você sabe como a dona Nair é uma pessoa difícil...
Eu não conheci o Egito e muito menos as pirâmides.
Não me tornei geóloga e nem arqueóloga.
Mas também me livrei de ser professora primária como você sonhava.
Sabia que professor primário ganha salário de fome?
Um dia sonhei que a gente se reencontrava.
Acordei com o rosto molhado de tanto chorar.
Papai, se você encontrar com o vovô Júlio e com a vovó Aurora diz que mandei um beijo.
E se você encontrar com o Flávio, diz que apesar de não termos mais contato com a Ercília e com a Juliana, sei que o Luciano e o Flavinho estão bem.Já encontrei com ambos e estão homens feitos.
Aliás, o Luciano é advogado e tem duas meninas, mas o Flavinho apesar de também ser pai, é um galanteador, igual ao avô dele...
Aprendi recentemente, lá na sua terra, que não se despede de quem se ama.
Então, não vou me despedir de você.
Obrigado por ter me amado tanto papai, graças ao seu amor tive uma infância deliciosa e me tornei a mulher que sou.
Estou com muitas saudades e queria muito ter você nos meus almoços de domingo ou assistindo ao seu timão lá na sala de casa.
O Pedro e o Carlos iam adorar.Ambos são Corinthianos.
Não pai, eu sou São Paulina e nem adianta torcer o nariz.
Mamãe sente sua falta.
Não se preocupe que irei cuidar sempre dela.
Agora vou até alí, mas a gente se vê depois não é?
Te amo muito.
Até logo papai..

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...