quarta-feira, janeiro 05, 2011

CRIANÇAS: FREANDO O CONSUMISMO





Olá meninas e meninos.
Essas épocas natalinas mexem um pouco com o equilíbrio dos pais.Seja porque alguns adoram mistificar e se dizem lúdicos incentivando a existência do bom velhinho, ou porque adoram a idéia, mas no natal, quando as crianças exageram nos pedidos, não sabem muito bem o que fazer com ela.
Vemos todos os dias a enxurrada de comerciais voltados para os pequenos incentivando-os a se tornarem pequenos grandes consumidores.Então no natal, as crianças que ainda acreditam no papai noel saem pedindo tudo o que a imaginação permite, e os pais se descabelam para comprar, ou pior, para explicar porque o senhor noel não pode trazer o brinquedo pretendido.
Existem alguns pais que compram presentes o ano todo, e em qualquer ocasião.Para estas crianças, o descabelamento é muito pior, pois estes pais as mimam de maneira astronômica e se por acaso não podem comprar o que é pedido no natal, simplesmente não sabem o que fazer.É quase um martírio.
Em primeiro lugar acredito que presentes não se deva dar o ano todo aliatoriamente.Presentes não são garantia de amor, respeito ou obediência.Muito pelo contrário.
Os presentes podem seguir esta regra básica: lembranças no dia do aniversário e um pouco mais caros no natal.
Seguindo esta regra, as crianças não vão se frustrar no aniversário por ganharem algo mais simples, que pode inclusive ser uma roupa ou até uma pizza acompanhada de um bolinho em família.E no natal, elas podem pedir um presente mais caro, e os pais podem economizar um pouquinho durante o ano para fazer este agrado no final.
A expectativa que antecede o momento de abrir o presente, para finalmente constatar que recebeu aquilo que anseou durante todo o ano é fantástica e garante atribuir um valor maior a conquista do desejado presentinho.
Tenho ouvido histórias de crianças que ao abrir presentes, caros inclusive, fazem cara de nada e já passam pro próximo, sem ter a menor noção da quantidade de filas e pessoas que o familiar teve que vencer pra que aquele objeto chegasse finalmente as mãos do senhor cara de nada.
A respeito de contar ou não sobre o papai noel eu penso que a magia do natal é maravilhosa e as crianças precisam estar, ainda que por pouco tempo, envoltas nela.Vamos considerar as estapas e conversar de acordo com elas.Vou reproduzir aqui como contei para a minha filha Nina de seis anos sobre o papai noel  neste natal que acabou de passar: " mamãe, fala a verdade, você promete? eu quero saber quem compra meus presentes de natal, é você e o papai ou é o papai noel?" Fiz cara de séria e me sentei perto dela.Respirei fundo e olhando nos seus olhinhos fui falando como quem está prestes a revelar um grande segredo." Nina, até as crianças completarem seis anos quem compra os presentes é o papai noel, mas depois que elas fazem seis anos ele deixa para os pais comprarem porque são muitas crianças no mundo pra dar presente, entendeu?" Ela me olhou estupefata e disse " o que? quer dizer que você e o papai é quem vão comprar meu presente de natal este ano?então vou ter que pedir outra coisa porque eu acho que vocês não vão ter dinheiro pra comprar o que eu pedi não.." Continuei olhando séria pra ela e disse" hummm, anote algumas coisas que você quer e vejo com o papai o que dá pra comprar, tudo bem?" E ela encerrando a conversa disse " tá bom, mas eu acho que o papai noel ainda devia trazer presente pra mim porque eu acabei de fazer seis anos...mas tudo bem, vou escrever outras coisas no meu bilhetinho".E assim, saiu pulando da cozinha para ir até a meia pendurada na porta pegar seu bilhetinho e anotar "outras coisas".
Eu raramente dou presentes de aniversário na minha casa, mas nunca deixo a data passar em branco.Compramos pizza,  um bolo com velinhas e cantamos parabéns.As vezes damos lembrancinhas, mas no natal as crianças capricham nos pedidos e têm consciência do que podem pedir, sendo assim, sempre compramos o que pedem.
Nunca entregamos antes da data, cumprimos uma rotina quase religiosa: fazemos uma mesa farta,  oração de agradecimento, ceiamos por volta das 23:00 horas e depois da ceia vamos todos pra sala abrir os presentes.
Tenho filhos adolescentes também e até eles curtem esse ritual.Inclusive também escrevem seus pedidos e deixam dentro da meia pendurada na porta.
Me lembro de um único natal em que acabava de me separar e estava completamente sem dinheiro, nossa ceia se resumiu a um frango assado e as crianças não tiveram presentes naquele ano.Nem por isso as crianças ficaram revoltadas, pelo contrário, valorizam ainda mais a nossa ceia farta.
Os valores são ensinados nos pequenos gestos, no dia a dia e as datas festivas são ótimas oportunidades.
Percebi que muito se fala de noel e pouco de Jesus no natal.E essa é outra lição a ser aprendida.Afinal, comemoramos o nascimento de Cristo e seus ensinamentos é que devem permear a data.
A idéia de um velhinho barbudo que anda em um trenó é muito bonita e sou a favor dela, mas natal é época de lembrarmos as lições de Jesus e tentar exercitá-las uma vez mais em nossas vidas.E isso independe de religiosidade, nossas crianças precisam aprender que amor, perdão e solidariedade não estão a venda nas prateleiras ou nos comercias de tv.

CABELOS EXÓTICOS
Nós mulheres adoramos cabelo, e vira e mexe adoramos mudá-lo também.
Algumas começam o ano com o cabelo castanho, no meio estão com eles louros e terminam com eles ruivos.
Isso sem contar os cortes.
Quem nunca ficou entediada ou de saco cheio e correu para a manicure ou para o salão e saiu de lá revitalizada?
Homens nunca vão entender o quão poderoso pode ser um esmalte novo ou um corte de cabelo.
De qualquer maneira, existem meninas que se jogam e seguram um estilo digamos "diferente".
Quer se inspirar?

cabelo

Alguns cortes foram resgatados e viraram hit em 2010, o famoso corte rente a orelha com ou sem franjas foi um dele:

bob

E teve um bocado de meninas que se inspirou na campanha da Givenchy (abaixo)...




....e saíram por aí com a cabeleira rosa ou mesclada de cinza:

COLOR HAIR

Aliás, houve quem acreditasse na tendência dos fios completamente grisalhos, mas ainda bem que esta moda não vingou..

cinza

Fotos: Reprodução

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...