terça-feira, dezembro 28, 2010

UMA VACA PRA CHAMAR DE SUA




Olá meninos e meninas
Toda mulher que se preze precisa de uma vaca pra chamar de sua.E pode acreditar que existem privilegiadas que têm mais de uma.Ô gente com mania de grandeza...
Não precisa pensar muito , pode ser qualquer uma que atravessou o seu caminho e até a piriguete da esquina.O importante é ter uma vaca amiga pra gente jogar a culpa.
Sabe aqueles dias difíceis em que nada dá certo na sua vida e até a mulher barbada é mais linda que você?
Pois é.Nesses dias nada melhor do que usar a expressão " aquela vaca.." para definir sua insatisfação.
Existem mulheres amigas que preferem dizer "afoga a vaca na bacia", mas você pode simplesmente encher os pulmões e dizer "aquela vaca.." que funciona bem.
O problema é que as vezes a sua vaca pode acabar se transformando em vaca amiga.Vai por mim, isso já aconteceu comigo.Tá certo que depois de vaca amiga ela virou só vaca novamente, mas se acontecer com você, relaxe e arrume outra vaca pra chamar de sua.
As vacas estão em alta, você não terá dificuldade para encontrar outra.
E não se culpe, até as vacas tem coração.
Mas elas não precisam saber que a gente sabe, ok?


GENTILEZA OU GENTE LESA?

Olá meninos e meninas.
Vocês já ouviram alguma vez um tal de "e aê?"Parece um vírus e as vezes vem acompanhado de "que-ce-qué?"
Por favor, me digam o que é isso?? Isso lá é coisa que se diga ou se escreva a alguém?
Pode reparar que toda vez que uma pessoa vai cumprimentar outra que não conhece solta um "e aê?"
Gente, é muito feio.Ninguem deveria dizer uma coisa dessas a outra pessoa.E ainda há quem diga que é uma maneira gentil de conhecer alguem sem parecer muito "entrão".Eu prefiro a moda antiga.
Pôxa, o que aconteceu com o "oi, como vai, tudo bem?".Pelo jeito virou " e aê, beleza?".
Na minha modesta e antiguada opinião não se trata de gentileza e sim de gente lesa, de lesada mesmo.Pode reparar que esse povo do "e aê?" sempre usa o " que -ce-qué?" e também um "q q tá pegando?"
Tudo assim, bem abreviadinho.E feio.
Já comentei aqui que homem tem mania de chamar a mesma espécie de "véio".É um tal de "e aí véio?" pra cá " e aí véio?" prá lá, simplesmente insuportável.
Agora,  imagina só se resolverem facilitar a vida (deles) e emendarem essa lesera toda: " e aê, beleza?" " q ce qué véio?" " q q tá pegando?".
Por favor, avisem aos machos de plantão que nós, mulherzinhas do mundo todo, odiamos essa abreviação barata e idiota.
Da próxima vez que quiserem ser gentis, pelo menos emendem junto ao famigerado "e aê?" um "minha nêga" ou "minha gatinha", vai ficar menos doloroso de ouvir.
Valeu?


O PODEROSO SOFÁ


Dia desses estava em casa e comecei a olhar pro meu sofá com outros olhos.
Eu acho que ele tem vida propria e desejos obscuros, tipo engulir a minha vida social.Prá combinar com ele, a televisão e seus trezentos e noventa canais fica bem próxima, assim como uma comparsa disfarçada de entretenimento.Grande plano.
Quando sento nele parece que a vida voa,  e aí se alguem me convida pra fazer alguma coisa, bate uma preguiça...melhor deixar pra outro dia.E se deito então, é morte certa, só levanto se for pra ir pra cama.
Eu consegui me libertar do sofá, mas percebi que ele arrumou outra vítima: meu marido.
Quando meu marido deita naquele amontoado de espuma e sintoniza em algum jogo fa-bu-lo-so e sen-sa-cio-nal, eu simplesmente de-sis-to.
Não dá.É nocaute.
As vezes apelo pra um biquinho amigo, faço o tipo emburradinha pra ver se convenço, mas marido que se preze é ligeiro e percebe a jogada.Além disso, homem tem mania de metas e focos.Então ele  foca no jogo e mantém sua meta: assistir até o final.
Já pensei em colocar fogo no sofá, mas aí seria jogar a toalha e não sou mulher de amarelar.
A verdade é uma só: não subestime o poder do seu sofá.
Em caso de desespero, não tenha dúvidas: corte a tv a cabo.
Mas só por um tempinho...

VAI ENTENDER...



Eu acreditava que tinha um alter ego bem resolvido.
Isso até eu começar a fuçar nos blogs existentes pela rede.
Vejo gente totalmente sem noção escrevendo sobre coisas idém e uma enxurrada de comentários.Aí, vejo um outro blog interessante escrevendo sobre situações importantes e aproveitáveis com zero de comentários.
Não, eu NÃO estou falando do meu blog, porque na real uso este espaço como um diário virtual, uma extravagância de quem a-do-ra escrever sobre tudo e qualquer coisa.E apesar de não dar bola pra torcida adversária, procuro escrever sobre assuntos que possam de alguma maneira,interferir positivamente na vida das pessoas.Isso se chama responsabilidade social.
Mas existem blogs muito legais e vou citar o PinkPunk da Márcia Tiburi.
Sempre tem um assunto interessante pra ser discutido e vejo cinco comentários nos posts.E enquanto isso, por exemplo, encontrei um outro blog com uma menina feia pra caramba se achando a Paris Hilton de BH com fotos suas,  mostrando um visual feio de arder,  no dia em que foi ao centro fazer compras de natal.
Ahh, pelo amor de Deus, a quem interessa a roupa feia que ela usou pra ir as compras no centro de Belo Horizonte?
E os vídeos? Todo mundo resolveu ser catedrático e fazer vídeo dando aula de alguma coisa: como se  maquiar, como pintar o cabelo, como se vestir pra ir a feira, como escolher o cara ideal e etc.
Enfim, se a internet é o fim justificável pelos meios, estou nele também, gostando ou não.
Ah, sabe quantos comentários postaram sobre a tal garota e sua roupa pra ir as compras?Foram quarenta e três.
Vai entender...

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...