quarta-feira, dezembro 01, 2010

ANSIEDADE




Olá meninos e meninas.
Eu sou ansiosa.Aliás, eu sou MUITO ansiosa.
Gostaria de não ser, mas sou.
Eu admiro a filosofia budista e indiana, ente outras, que trabalham essa questão da ansiedade no intuito de transformar e equilibrar, trazendo harmonização para o ser.
Os mantras e mandalas ajudam muito.Mas acredito que nada é resolvido sem disciplina.
E eu também sou indisciplinada.
Ou seja, sou uma lástima mesmo.
Mas brincadeira a parte, existe a ansiedade controlável, que é aquela que todas as pessoas têm,  em menor ou maior grau e não afeta o dia a dia de ninguém.Mas há casos que exigem tratamento clinico e até intervenção medicamentosa, com os famosos ansiolíticos.
O sentimento de ansiedade é normal e apenas exige tratamento quando torna-se descontrolado, afeta uma condição de vida saudável e transforma-se em distúrbio.
O que faz com que a ansiedade transforme-se em um distúrbio é bastante discutível.
Pode iniciar com um dia a dia estressante, pressões, medos ou preocupações.
Se você tem tudo isso todos os dias, vou endossar a sua fila, porque também tenho e nem por isso fazo uso de medicamentos para controle da minha ansidade, ou seja, não é um distúrbio.Porém, infelizmente, para algumas pessoas, o mundo cada vez mais moderno contribui para o avanço desse desequilíbrio.
Atente-se aos sintomas: tremedeira, sudorese excessiva, taquicardia e agitação são alguns dos sintomas.
Procure um médico rápido e inicie um tratamento.
O que fazer para evitar esses sintomas e o acúmulo de pensamentos negativos, preocupações e estresse?
Abaixo posturas indicadas pela professora Thaís Gogoy para diminuir a ansiedade:




Comece na postura de quatro apoios, realizando o movimento do gato (marjayiasana) para soltar bem a coluna. Inspire e leve a cabeça e o quadril para cima e abra o peito. Na expiração, leve a cabeça e o quadril para baixo, encurvando a coluna. Repita cinco vezes.










Adho mukha svanasana 
(postura do cachorro olhando para baixo) Respire profundamente e com tranquilidade.








Uttanasana (postura do alongamento intenso para a frente) Deixe o pescoço bem solto. Na inspiração, passe para ardha uttanasana (meia postura do alongamento intenso) e na expiração volte parauttanasana. Faça cinco repetições.









Tadasana 
(postura da montanha) De pé, pés e pernas unidos. Levante os dedos e espalhe-os bem no chão. Ajuste os ombros para trás, escápulas para baixo. Corpo ereto e palmas das mãos unidas frente ao peito, olhos fechados se concentrando mentalmente na respiração.





























Balasana (postura da criança) 
Aproveite o momento de introspecção que a postura propicia.








Paschimottanasana (postura da pinça)
Permaneça um pouco na postura. Posturas de flexão tendem a acalmar o organismo.




Savanasa (postura do cadáver)
Deite na postura, mas mantenha a mente concentrada na respiração. Nesse momento você pode colocar a contagem mental na respiração. Inspire contando até quatro e expire contando até seis. Esses tempos podem diminuir caso o praticante se sinta desconfortável.









A yoga pode ajudar a diminuir a ansiedade por causa do efeito causado no sistema nervoso.A yoga equilibra os batimentos cardíacos e acalma a respiração, sensações comuns a quem sofre de ansiedade.
Os exercícios acima são um bom começo.
Não tenha pressa e se atente a sua respiração ao executá-los, com certeza você notará uma mudança significativa com a rotina adquirida.
Ilustrações: Gustavo Peres

Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...