terça-feira, junho 22, 2010

Maria e o Amor


Maria tinha apenas 06 anos mas já conhecia o amor. Pelo menos é o que ela pensava. Maria um dia chegou da escola e declarou " - Estou apaixonada". Claro que a mãe (eu em questão) achou engraçado. Oras, aonde já viu uma criança de 06 anos apaixonada? Acontece que nos dias que se seguiu a pequena Maria insistiu em seu amor e o objeto da mais profunda devoção era um japonês chamado Maurício. O pequeno Maurício tinha a mesma idade de Maria e como a maioria dos meninos desconhecia completamente a devoção que lhe era dirigida. Além do que, o tal do japonesinho tinha umas manias muito estranhas. Gostava o pequeno de ficar pelado, ou melhor semi pelado já que a vestimenta preferida era a sua sunguinha mirradinha. Bastava chegar da escola e o tal já ia arrancando as roupas pelo quintal mesmo, que era para não perder muito tempo. Os pais coitados, tentaram de tudo para manter o japinha vestido, compraram fantasias do homem aranha, super homem, homem de ferro e nada, o danado gostava mesmo era da sunguinha. A pequena Maria assistia a tudo maravilhada frente a coragem e espírito de liberdade de seu pequeno herói. Da janela de seu quarto ele fazia estripulias e macacadas para chamar a atenção de Maria, saía por vezes correndo nas mais baixas temperaturas quintal afora, sempre com a avó correndo atrás a gritar " - menino vem vestir uma roupa", e Maria, como todas as apaixonadas, sempre achava graça nas bizarrices de seu amado. Um dia, Maria quis presentar seu amado com o objeto de sua atual devoção, uma goiabinha.. E levou a tal da goiabinha para a escola na intenção mais pura e sincera de agradar, e com um largo sorriso ofertou a seu herói :" - toma, trouxe para você". O que Maria não contava era com a resposta do japonês : - não, obrigada". O mundo de Maria ruira. Como assim, não queria?? E o amor?? Arrasada Maria apelou para o que nós meninas fazemos de melhor nestes momentos: desprezou o japinha. Algum tempo depois, a mãe (eu) e os irmãos de Maria mudaram de casa, e era de se esperar que a história da goiabinha fosse esquecida. Mas bastou um domingo qualquer, na fila de um supermercado comum no bairro, para que a mãe da pequena Maria reencontrasse o pequeno com sua mãe, (e milagrosamente vestido). Quando ficou sabendo que o seu pequeno herói japonês ainda lembrava dela, Maria não se conteve e disparou categórica : " ele gosta de mim". E saiu pisando confiante. Dia desses, ela chegou da escola e como de costume, sem muito rodeio disparou: "Mamãe, você sabia que eu estou apaixonada?", -"Como assim apaixonada?", e ela "- ele me deu um anel de doce". "-Mas e o Maurício?" , depois de pensar um pouquinho ela decreta: " - Eu também gosto dele, mas é que ele mora muito longe, como vai me visitar?". E saiu gargalhando no meio da cozinha.
Ah, essa Maria...



Você pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...